Viva São João
Viva o milho verde
Viva São João
Viva o brilho verde
Viva São João
Das matas de Oxóssi
Viva São João


Gil e Caetano
Próximos eventos

  Vídeo

Vídeo

Festa da cultura nordestina

Acompanhe imagens do show de Gilberto Gil em Salgueiro (PE)

Dia de homenagens e procissões a São Pedro

Campina Grande (PB) X Caruaru (PE), o duelo em números

No fogo cruzado das Espadas de São João, em Senhor do Bonfim (BA)

São João em Arcoverde (PE) rende belas imagens

Escola no Rio resgata danças folclóricas em festa junina

PROCON PE lança cartilha especial para o São João

Bandas de pífano animam feira municipal em Aracaju (SE)

Dominguinhos ganha homenagem e Gil faz aniversário em Jequié (BA)

São João em Caruaru dá espaço ao axé

Circuto Off-São João no Recife

Quadrilhas movimentam economia de Sobral (CE)

Rei do Baião ganha cartilha sobre vida e obra

Ônibus do ritmo

Forró e casamento

Causa nobre

São João/ Pura tradição

Família Salu comanda arraial na Casa da Rabeca

Festa Junina do Clube Pinheiros apresenta Zezé Di Camargo e Luciano e mais 18 atrações artísticas

Espadas de São João iluminam Cruz das Almas (BA)

Bacamartes fazem salvas aos santos em Caruaru

Em SP, quermesses e festas juninas são opções baratas de diversão

A pátria de chuteiras para o arrasta-pé

Campina Grande: de braços abertos para receber os amantes do forró

Começou a circular... a Marinete do Forró!

Em Cabaceiras (PB), o bode é o rei!

"Fé na festa", novo disco de Gil, é bem recebido pela crítica

Show pirotécnico marca noite na Festa Junina de Caruarú

Notícias 2012
Notícias 2011
 

Quadrilhas movimentam economia de Sobral (CE)

Por Eduardo Frota

Sobral está preparada para dar início aos tradicionais festejos juninos. Uma das tradições na região é a apresentação das quadrilhas, que disputam de forma cada vez mais acirrada a atenção do público. A brincadeira é tão organizada, que a economia local projeta lucros comparáveis ao que acontece em outras datas, como réveillon e carnaval.

Aliás, toda a mão-de-obra que os preparativos para as apresentações da quadrilha exige, com um alto nível de especialização, faz lembrar a rotina de uma escola de samba – guardadas as devidas proporções. A começar, inegavelmente, pelo exponencial aumento da oferta de vagas temporárias e a necessidade de contratação de profissionais liberais. Além disso, as quadrilhas geram receita para o setor turístico. Quem sai ganhando são os comerciantes de toda a cidade, que aproveitam a época para se capitalizar.

Uma das quadrilhas mais famosas de Sobral, a Pisa na Fulô, começou sua preparação com nove meses de antecedência. Segundo Paulo Gadelha, coordenador do grupo, já foram gastos quase R$ 12 mil em figurinos, adereços e despesas de produção. Tudo para que o espetáculo seja inesquecível.


Texto: Eduardo Frota / contato@refazenda.com
21.06.2010

 

Busca
Deixe seu e-mail para receber notícias