Viva São João
Viva o milho verde
Viva São João
Viva o brilho verde
Viva São João
Das matas de Oxóssi
Viva São João


Gil e Caetano
Próximos eventos

  Vídeo

Vídeo

Festa da cultura nordestina

Acompanhe imagens do show de Gilberto Gil em Salgueiro (PE)

Dia de homenagens e procissões a São Pedro

Campina Grande (PB) X Caruaru (PE), o duelo em números

No fogo cruzado das Espadas de São João, em Senhor do Bonfim (BA)

São João em Arcoverde (PE) rende belas imagens

Escola no Rio resgata danças folclóricas em festa junina

PROCON PE lança cartilha especial para o São João

Bandas de pífano animam feira municipal em Aracaju (SE)

Dominguinhos ganha homenagem e Gil faz aniversário em Jequié (BA)

São João em Caruaru dá espaço ao axé

Circuto Off-São João no Recife

Quadrilhas movimentam economia de Sobral (CE)

Rei do Baião ganha cartilha sobre vida e obra

Ônibus do ritmo

Forró e casamento

Causa nobre

São João/ Pura tradição

Família Salu comanda arraial na Casa da Rabeca

Festa Junina do Clube Pinheiros apresenta Zezé Di Camargo e Luciano e mais 18 atrações artísticas

Espadas de São João iluminam Cruz das Almas (BA)

Bacamartes fazem salvas aos santos em Caruaru

Em SP, quermesses e festas juninas são opções baratas de diversão

A pátria de chuteiras para o arrasta-pé

Campina Grande: de braços abertos para receber os amantes do forró

Começou a circular... a Marinete do Forró!

Em Cabaceiras (PB), o bode é o rei!

"Fé na festa", novo disco de Gil, é bem recebido pela crítica

Show pirotécnico marca noite na Festa Junina de Caruarú

Notícias 2012
Notícias 2011
 

Espadas de São João iluminam Cruz das Almas (BA)

Por Eduardo Frota

Cruz das Almas, na Bahia, entrou para o circuito dos festejos juninos por causa de uma tradição que, ao mesmo tempo em que chama a atenção pela beleza e plasticidade, divide opiniões e fomenta polêmicas. As famosas espadas de São João acabaram virando um espetáculo que atrai turistas de todas as partes do país. E se por um lado abrilhantam a festa, também podem causar graves acidentes.

Reza a lenda que as espadas de São João eram usadas como armas, na forma de busca-pés. No passado, grupos rivais, capitaneados por cidadãos mais influente ou de maior poder aquisitivo, mediam forças e resolviam suas diferenças com os artefatos. Para fabricar uma espada, são utilizados materiais como salitre, enxofre, carvão de guaraná, pólvora, barro, bambu maduro, sisal, cordão, breu, parafina, cera de abelha e óleo de coco.

A mistura é altamente explosiva e perigosa. Devido a sua potência, as espadas podem deixar marcas irreparáveis. Todos os anos, por imprudência ou imperícia, são registrados casos graves de queimaduras. Atualmente, as espadas de São João só podem ser queimadas em uma área limitada no centro de Cruz das Almas.



Texto: Eduardo Frota / contato@refazenda.com.br
15.06.2010

 

Busca
Deixe seu e-mail para receber notícias